Aquele velho causo do ‘depende’

Se não entendeu o título, lê abaixo, é causo rápido.

Photo by Al ghazali on Unsplash

O texto de hoje é uma reflexão rápida pelo simples fato de que o último texto o que mais escutei como resposta foi: “depende”. Lembra quando na época da escola, aprendemos em algum momento que a reação química (ou sei lá — alguma reação) está condicionada a condições normais de temperatura e pressão?! Lembra disso? Pois é, vamos falar sobre o que são essas condições para computação e tecnologia.

Estamos falando de que? Pandemia, logo depende de quão privilegiado você é — está trabalhando de casa? a empresa te suporta para isso ou você está pagando para trabalhar? tem uma rede de apoio em casa? está morando sozinho? tem tido contato com a sua família? e por aí vai. Ah, não… estamos falando de racismo. Então, depende se você é o racista, se você sofreu racismo ou se você não sabe que isso existe ainda. “Ah Ana, viajou” — agora estou falando da realidade, depende de onde você veio, o que você está passando agora e o que você já passou, onde você quer chegar e principalmente, depende de qual é a sua luta.

Exemplo, escrevo essa reflexão porque precisamos lembrar de que para tomar decisões depende de muitos detalhes que muitas vezes envolvem o outro e não só nós mesmos. E que depende da regra dos três terços: tudo depende de três terços igualmente divididos (eu — outro — ambiente). O primeiro terço representa tudo aquilo que está sob o seu controle (eu). O segundo terço diz respeito a tudo o que está sob o controle do outro(outro). O terceiro terço abrange o que está na alçada do ambiente, logo não pode ser controlado por ninguém (ambiente) — referência aqui.

Hoje, confirmo que entendi realmente o que os professores falavam na época da faculdade — a resposta de tudo era depende — e isso me irritava MUITO. Passei a tirar outros sonhos do meu pensamento, um deles era de escrever textos — driblando o medo do julgamento e tudo que pode vir junto. Passei a estudar mais de tecnologia quando abri minha agenda para falar com pessoas que querem falar sobre carreira e tecnologia. E tudo que eu faço, depende de vários fatores onde eu consigo atuar nos que dependem de mim — isso é meu protagonismo.

A ciência exata que eu escolhi para ser minha vida (se você ainda não sabe, vê aqui) é construída por pessoas, para pessoas e tudo que é criado ou utilizado, depende de quem criou, de quem vai usar, da reação de quem usou, do resultado desse uso em condições normais de temperatura e pressão para a computação.

Para programadoras & programadores, condições normais de temperatura e pressão envolvem fatores como tipo de contrato de trabalho, estudo, experiência e aprendizado técnicos, infraestrutura em geral, saúde física e mental, família & valores, além de outros que variam de pessoa para pessoa.

Para usuários da tecnologia, estes fatores podem envolver tipo de dispositivo utilizado, meio de acesso ao aplicativo, idioma, finanças e outros.

Para empresas, estes fatores envolvem nicho de negócios, funcionários, situação econômica no geral, e outras infinidades de detalhes.

E no final das contas, hoje, tudo tem dependido da pandemia e de como cada pessoa tem sobrevivido e encontrado esperança enquanto vivemos de incertezas. Compartilha esse texto com quem precisa entender que tudo “depende” e que ainda tem esperança porque depende de onde ela vê.

--

--

👩🏿‍💻 🖤 💪🏾 ✨

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store